O Consolador

01/05/2019 00:00

 

O Consolador (01/10/1961) §§ 57-59

E se um homem se fechar do próprio Sol espiritual de Deus – o Sol, há algo de errado em sua condição espiritual; pois quando um homem se recusa a caminhar na direção de um Deus bom, como o nosso Deus, que é o nosso Consolador e a nossa Força... E viver em Sua Luz do Sol é o crescimento espiritual. É a força espiritual viver em Sua Luz do Sol, o brilho da Sua glória. Ora, é o maior privilégio que temos, viver sob a Luz do Sol da glória de Deus. Olhe para os cristãos bons e saudáveis. Pegue o homem ou a mulher que colocasse – que se colocasse em uma adega, e não visse a luz do sol, o sol natural que Deus proporcionou a ele, mas que ele se recusa a crer. E por causa do egoísmo, ele se encerra. Esse homem logo se tornará anêmico. Ele ficará pálido. Ele não terá boa força. Ele não terá saúde. E ele em breve irá... Por que ele se afastou do privilégio que Deus lhe deu. Isso mesmo. Ele fez isso com tanta vontade. Então, se nos fecharmos da glória de Deus, do batismo do Espírito Santo ou da comunhão do Espírito, a primeira coisa que você sabe, é que nos tornamos cristãos pálidos e doentes. Nossa experiência deixa de crescer e diminui. E quando chegam as grandes provas, nos encolhemos e voltamos. É necessário aquele soldado que viveu na Luz do Sol de Deus; é preciso aquele espírito que conhece Deus, onde não há nenhuma onda de dúvida; eles podem ficar em meio aos problemas e clamam: “Meu Redentor vive”. Aleluia. É isso aí. Vê?