Perseverante

17/05/2018 00:00

 

Perseverante (19/06/1964) §§ 62-63

Algumas pessoas retratam Sansão como tendo—tendo ombros mais ou menos como a porta de um celeiro; agora, não seria nada estranho acerca disso, ver um homem que poderia pegar as portas de Gaza e sair andando com elas, ou apanhar um leão e fendê-lo. Mas, veja, Sansão era só um pequenino… no linguajar popular, um nanico, filhinho da mamãe, de cabelos cacheados, efeminado, sete cachos. Era uma coisa estranha. Quando, pensavam que um homem, um grande homem de dez pés [3 m—Trad.], poderia apanhar um leão, certamente, e matá-lo. Mas a coisa estranha era que este sujeito franzino parecia ser impotente até que o Espírito do Senhor vinha sobre ele. Não era Sansão. Era o Espírito do Senhor. Essa é a razão por que não foram os apóstolos. Jesus escolheu todos eles, praticamente todos eles sem instrução suficiente nem mesmo para assinar o nome. Ele não escolheu sacerdotes. Não escolheu teólogos. Escolheu pescadores e pastores, os indoutos e homens sem letras, de modo que Ele pudesse tomar isso em Sua mão, e tomar o nada e fazer algo dele. Essa é a Sua natureza.

 

 

 

 

Somos Uma Parte de Deus