O Poderoso Conquistador

22/05/2019 00:00

 

O Poderoso Conquistador (08/08/1957) § 38, Edmonton, Alberta, Canadá.

O poderoso Conquistador, Ele morreu como uma testemunha para a terra, como uma testemunha para os profetas. Com trinta e três anos, Ele conquistou a cruz. Ele conquistou a vergonha. Ele conquistou cada demônio. E quando Ele estava morrendo, Jeová Deus virou Sua face sobre Ele, e Ele morreu sozinho abandonado por Deus e pelo homem. No meio de tudo isso, Ele era mais do que um conquistador. Amém. Oh, eu me sinto bem religioso agora mesmo. Ele era mais do que um conquistador. Em face de cada dificuldade, da própria morte e abandonado por Deus, Ele caminhou até a frente como um conquistador, morreu de tal maneira até que as pessoas que estavam próximas tiveram que testemunhar o que Ele era. A terra tremeu e assumiu uma prostração nervosa. Um arrepio percorreu suas costas pela vergonha. E o seu próprio Criador teve que derramar o Seu Sangue na terra para resgatá-la. A lua e as estrelas se recusaram a brilhar. O centurião romano disse: “Verdadeiramente, esse era o Filho de Deus”. Pilatos disse: “Lavo minhas mãos Dele”. Judas Iscariotes disse: “Traí Sangue inocente”. O que foi isso? Tudo tinha que reconhecê-Lo. Ele havia sido profetizado desde o jardim do Éden, a semente da mulher. Todos os profetas, tudo deu... Observe, Isto falou diante daquele momento em que o maior conquistador, quando Ele viria conquistar tudo o que Adão perdeu na queda. Ele resgataria isso de volta ao homem. Oh, não havia rei, monarca, potentado ou nada que pudesse tomar aquele lugar. O poderoso Conquistador, Cristo Jesus.
O poderoso Conquistador, Ele morreu como uma testemunha para a terra, como uma testemunha para os profetas. Com trinta e três anos, Ele conquistou a cruz. Ele conquistou a vergonha. Ele conquistou cada demônio. E quando Ele estava morrendo, Jeová Deus virou Sua face Dele, e Ele morreu sozinho abandonado por Deus e pelo homem. No meio de tudo isso, Ele era mais do que um conquistador. Amém. Oh, eu me sinto bem religioso agora mesmo. Ele era mais do que um conquistador. Em face de cada dificuldade, da própria morte e abandonado por Deus, Ele caminhou até a frente como um conquistador, morreu de tal maneira até que as pessoas que estavam próximas tiveram que testemunhar o que Ele era. A terra tremeu e assumiu uma prostração nervosa. Um arrepio percorreu suas costas pela vergonha. E o seu próprio Criador teve que derramar o Seu Sangue na terra para resgatá-la. A lua e as estrelas se recusaram a brilhar. O centurião romano disse: “Verdadeiramente, esse era o Filho de Deus”. Pilatos disse: “Lavo minhas mãos Dele”. Judas Iscariotes disse: “Traí Sangue inocente”. O que foi isso? Tudo tinha que reconhecê-Lo. Ele havia sido profetizado desde o jardim do Éden, a semente da mulher. Todos os profetas, tudo deu... Observe, Isto falou diante daquele momento em que o maior conquistador, quando Ele viria conquistar tudo o que Adão perdeu na queda. Ele resgataria isso de volta ao homem. Oh, não havia rei, monarca, potentado ou nada que pudesse tomar aquele lugar. O poderoso Conquistador, Cristo Jesus.