4 DE NOVEMBRO

04/11/2018 01:00

1307 - A Confederação Suíça se declara independente da Áustria. 

1520 - O Rei Cristiano II da Dinamarca é coroado rei da Suécia e concede anistia a todos os seus opositores. 

1649 - Primeira frota da Companhia Geral do Comércio do Brasil deixa Portugal. 

1918 - As forças militares aliadas na Primeira Guerra Mundial concordam com os termos de um acordo de paz para a Alemanha. 

1921 - Takashi Hara, primeiro-ministro do Japão, é assassinado por um fanático de direita. 

1922 - O arqueólogo britânico Howard Carter descobre o túmulo do faraó egípcio Tutankamon. 

1937 - O México nacionaliza a sua indústria petrolífera. 

1939 - O primeiro automóvel com ar condicionado é exibido em Chicago, Illinois. 

1949 - A Companhia Cinematrográfica Vera Cruz é fundada em São Bernardo do Campo, em São Paulo. 

1950 - As Nações Unidas retiram o bloqueio diplomático contra a Espanha de Francisco Franco. 

1952 - Dwight D. Einsenhower, general norte-americano durante a Segunda Guerra Mundial, é eleito presidente dos Estados Unidos. 

1956 - Tropas soviéticas invadem a Hungria para combater uma insurreição e removem do poder o primeiro-ministro Imre Nagy. 

1966 - Uma grande enchente atinge a Itália, destruindo Florença, tesouros e obras de arte de diversas cidades históricas. 

1969 - Carlos Marighella é assassinado em São Paulo. Guerrilheiro, ele foi líder da luta armada contra a ditadura militar. 

1977 - A romancista Raquel de Queiroz é eleita para a Academia Brasileira de Letras. É a primeira vez que uma mulher ingressa na Academia. 

1979 - Militares iranianos invadem a embaixada norte-americana em Teerã e fazem 90 reféns. 52 deles ficaram em cativeiro durante 444 dias. 

1980 - Ronald Reagan é eleito presidente dos Estados Unidos. 

1982 - As Nações Unidas passam uma resolução pedindo para que a Argentina e a Grã-Bretanha negociem a soberania das Ilhas Malvinas. 

1983 - No Líbano, mais de 40 soldados israelenses são mortos quando um terrorista suicida detona explosivos num campo de Israel. 

1995 - Yitzhak Rabin, primeiro-ministro de Israel, é assassinado por um nacionalista durante manifestação pela paz em Tel Aviv.