27 DE JUNHO

27/06/2019 00:00

1535 - Frei Juan de Zumárraga é nomeado inquisidor do México. 

1660 - O poeta e escritor inglês John Milton, autor de "O Paraíso Perdido", é condenado à prisão pelo Parlamento britânico. 

1695 - O Journal de Savants publica o chamado "sistema das mônadas", do filósofo alemão Leibnitz. 

1734 - O Conselho das Índias aprova os estatutos da Universidade de Havana. 

1801 - Após a batalha de Alexandria, os franceses capitulam no Egito ante os ingleses e regressam para a França. 

1806 - Os ingleses se apoderam de Buenos Aires, com o pretexto de que a Espanha havia se aliado a Napoleão, seu inimigo. 

1844 - Morre Joseph Smith, norte-americano fundador dos Mórmons. 

1905 - A tripulação do encouraçado russo Potemkin é amotinada em Sebastopol, e o navio se refugia no porto romeno de Constanza. 

1910 - Porfirio Díaz é eleito pela sétima e última vez presidente do México. 

1914 - Morre Bertha Suttner, escritora austríaca, Prêmio Nobel da Paz de 1905. 

1932 - Fracassa a revolta, encabeçada pelo coronel Grove, para estabelecer uma república socialista no Chile. 

1934 - O rei da Arábia e o líder do Iémen põem fim à prolongada guerra do deserto. 

1941 - Segunda Guerra Mundial: a Hungria declara guerra à URSS. 

1944 - O sétimo corpo de exército norte-americano entra em Cherburgo (França). 

1948 - As potências ocidentais decidem estabelecer uma ponte aérea para assegurar o abastecimento de Berlim. 

1950 - Guerra da Coréia. Em 27 de junho de 1950, o presidente norte-americano Truman ordenou ao seu exército que socorresse os sul-coreanos. O ato marcou a entrada americana na Guerra da Coréia, no apogeu da Guerra Fria. O conflito durou três anos e dividiu o território em dois países: Coréia do Norte, socialista, e Coréia do sul, influenciada pelos EUA. 

1970 - Morre Antonio de Oliveira Salazar, estadista português. 

1973 - O presidente do Uruguai, Juan María Bordaberry, dá um golpe de Estado que acaba com 40 anos de governo constitucional. Ele dissolve o Congresso, declara ilegais os partidos e os sindicatos e implanta uma ditadura militar, que foi derrubada três anos depois. 

1974 - O presidente dos EUA, Richard Nixon, faz uma visita oficial a Moscou. 

1978 - O Vietnã invade o Camboja em uma operação de grande escala. 

1979 - As forças sandinistas evacuam os bairros que ocupavam em Manágua. O presidente, Anastasio Somoza, empreende uma forte repressão. 

1985 - O presidente argentino Raúl Alfonsín é agraciado com o Prêmio Príncipe de Astúrias de Cooperação Íberoamericana. 

1985 - Morre Elías Sarkis, político libanês. 

1986 - O Tribunal Internacional de Justiça de Haia condena os EUA a pagar uma indenização de US$ 370 milhões por suas atividades contra a Nicarágua. 

1989 - Fim em Madrid da cúpula de presidentes e chefes de Estado da Comunidade Européia, cuja principal conquista foi o desbloqueio provisório do processo de unificação monetária e financeira. 

1989 - Morre Alfred Julius Ayer, filósofo britânico. 

1990 - A "contra" nicaragüense fica totalmente desmantelada ao entregar as armas dos últimos 120 rebeldes às forças de paz das Nações Unidas para a América Central (ONUCA), frente à presidenta do país, Violeta Barrios de Chamorro. 

2001 - A Rússia lança um foguete intercontinental da classe RS-18 para provar sua capacidade operativa. O lançamento do PR-18 (SS-19 Stiletto, segundo a classificação da OTAN) ocorreu na república do Cazaquistão.