Hebreus Capítulo Sete Nº. 1

22/05/2017 00:00

 

Hebreus Capítulo Sete Nº. 1 (15/09/1957) §§ 175-178, Jeffersonville, Indiana, EUA.

Se eu saísse com mulheres todos os dias e chegasse e dissesse à minha esposa que eu a amo, ela saberia que eu era um mentiroso. Minhas ações falariam mais alto do que as minhas palavras, certamente. Eu provaria para ela que eu não a amava, porque não fui verdadeiro para com ela. Se ela dissesse que me amava e toda vez que eu saísse, ela saísse com alguma outra pessoa, isso provaria que ela não me amava. Isso mesmo. As ações dela provam isso. Não me importa o quanto ela tentasse me dizer: “Bill, eu te amo e não existe ninguém mais no mundo a não ser você”, eu saberia que ela era uma mentirosa. E quando você tenta dizer: “Senhor, eu Te amo” e faz as coisas do mundo, Deus sabe que você é um mentiroso, para começar. Então por que... Qual é a utilidade de aceitar uma velha experiência pela metade, e alguma outra coisa assim, quando as grandes nuvens do céu estão cheias da coisa real? Por que você deseja ser um miserável, professo, parcial, incompleto, assim chamado cristão, quando você pode ser um verdadeiro filho de Deus, nascido de novo com os sinos de alegria dos céus tocando em seu coração, regozijando e louvando a Deus, e vivendo uma vida de vitória através de Jesus Cristo? Não tente fazer isso por si mesmo, porque você falhará para começar. Mas tome-O em Sua Palavra e descanse no que Ele disse que era a verdade, e creia Nele, e ame-O, e Ele fará tudo cooperar para o bem para você. É isso. Essa é a ideia.