Cisternas Rotas

02/01/2016 00:00

 

Cisternas Rotas (26/07/1964), §§ 80-81

Certa vez quando estava se dando o reavivamento galês, estiveram ali alguns dignitários dos Estados Unidos. Alguns destes grandes Doutores em Divindade foram ao País de Gales, para verificar onde e a respeito do que era tudo isto. Deste modo eles tinham seus colarinhos virados, e suas cartolas, e eles estavam caminhando rua abaixo. E aqui vinha um pequeno policial, girando seu pequeno cassetete na mão, assobiando: “Lá na cruz onde meu Salvador morreu, lá clamei por purificação dos pecados, lá o Sangue foi aplicado ao meu coração, glória ao Seu Nome,” caminhando rua abaixo. Assim eles disseram: “Este parece ser um homem religioso. Vamos perguntar-lhe.” E eles disseram: “Senhor!” Disse: “Sim, senhor?” Ele disse: “Nós estamos aqui dos Estados Unidos. Nós somos uma delegação. Nós viemos aqui para investigar o reavivamento galês, assim chamado. Nós somos Doutores em Divindade, e estamos aqui para examinar isto.” Ele disse: “Nós queremos saber onde está o reavivamento, e onde se realiza.” Ele disse: “Senhor, o senhor chegou. Eu sou o reavivamento galês.” Amém! “O reavivamento galês está em mim. Aqui é onde está.” Assim é quando você vive junto dessa Fonte de Águas vivas. Está vivendo o tempo todo, borbulhando incessantemente. Não há fim Nisto.