4 DE AGOSTO

04/08/2017 00:00

1851 - Um golpe militar liderado pelo general Muñoz derruba o presidente Laureano Pineda na Nicarágua.  

1875 - 4 de agosto. Morre Hans Christian Andersen. O escritor dinamarquês de contos infantis morre em 4 de agosto de 1875. Em suas histórias, como O Patinho Feio e João e Maria, misturava lendas populares, ensinamentos morais e humor. Ele nasceu em 2 de abril de 1805. Era pobre, desajeitado e alto demais quando criança, o que influenciou seus textos. 

1900 - Nasce Elizabeth, rainha-mãe da Inglaterra. 

1901 - Nasce Louis Armstrong, músico norte-americano. 

1903 - O cardial Giuseppe Sarto é eleito Papa, com o nome de Pío X.  

1914 - Primeira Guerra Mundial: forças alemãs entram na Bélgica. 

1919 - A República dos Conselhor da Hungria é exterminada depois de 133 dias de existência. 

Forças romanas entram em Budapeste e os dirigentes soviéticos saem do país, no que é considerado como a primeira derrota mundial do comunismo. 

1933 - O líder indiano Mahatma Ghandi é preso por autoridades coloniais britânicas pelo seu chamamento à desobediência civil. 

1934 - Morre Marie Curie, pesquisadora polaca, prêmio Nobel de Física em 1903.  

1946 - Gabriel Videla é eleito presidente do Chile.  

1950 - Dois fortes terremotos atingem o oeste da Venezuela: a cidade de Tocoyo é totalmente destruída.  

1955 - O jornal "El Tiempo", o mais importante da Colômbia, é fechado pelo Governo militar. 

1961 - O Parlamento britânico aprova a adesão do país à Comunidade Econômica Européia, proposta pelo Governo. 

1964 - Estados Unidos começam a bombardear o Vietnã do Norte. 

1978 - Um decreto-lei assinado pelo presidente Ernesto Geisel proibe a greve nos setores de segurança nacional e serviços de primeira necessidade. 

1982 - Morre Carlos Sabat Ercarty, poeta uruguaio.  

1983 - Bettino Craxi torna-se o primeiro chefe de governo socialista na Itália desde que a democracia se reestabeleceu. 

1993 - Assinatura de um acordo de paz que põe fim a três anos de guerra civil na Tanzânia. 

1999 - Ao menos 518 pessoas morrem na Reúplica Democrática do Congo em um bombardeio sobre Makanza e Bogbonga, localidades controladas por forças rebeldes.  

2000 - A rainha Elisabeth celebra seus cem anos de vida diante de 30 mil pessoas reunidas em frente ao palácio de Buckingham de Londres.